quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Tudo Sobre 'Halo 4'

'Halo 4' mantém ação, mas renova história da franquia !

Game de tiro em primeira pessoa traz excelente modo de partidas on-line.
Campanha é curta, mas modo cooperativo aumenta vida do game.

Master Chief volta em 'Halo 4'


No saturado gênero dos jogos de tiro em primeira pessoa, a série “Halo” se destaca por conta de sua história futurista, do seu personagem carismático Master Chief, por conta dos controles precisos, um modo de partidas on-line robusto e uma boa escolha de armas. Estes atributos fizeram a série vender 46 milhões de unidades desde sua estreia em 2001 para o Xbox original.
O sucesso é tanto que o game já apareceu até em episódios do seriado de TV “The Big Bang Theory”, em que o personagem Sheldon e seus amigos “nerds” têm uma noite da semana em que passam jogando “Halo” pela internet.

Tudo isso poderia garantir uma produção tranquila do jogo, mas deve ter tirado o sono dos desenvolvedores do estúdio 343 Industries. A equipe assumiu a franquia, exclusiva do videogame Xbox 360, depois que a Bungie deixou a Microsoft. Fazer um game que fosse melhor do que os anteriores e agradar aos exigentes fãs não foi tarefa fácil.

Mas o 343 conseguiu fazer com que “Halo 4” fosse tão bom e muitas vezes superior aos títulos anteriores da série, trazendo um game com um dos melhores gráficos e cenas entre os games do X360, batalhas contra inimigos com muita ação e dificuldade na medida e um modo de partidas pela internet que os fãs poderão jogar por muitos anos - levando-se em conta a venda de novos pacotes de mapas por meio de download.

“Halo 4” foi lançado no dia 6 de novembro em todo o mundo, inclusive no Brasil, onde o jogo é vendido por R$ 150. No país, o título é dublado em português e não há opção de mudança de idioma.

Visual de alto nível

Além de ter que atender às expectativas, o 343 tinha ainda que melhorar um dos principais jogos de um console com sete anos de vida. A recompensa por este esforço é fazer com que “Halo 4” tenha um dos melhores visuais do videogame da Microsoft. O jogo de tiro roda em 1080p (Full HD) de resolução e apresenta cenários e inimigos com muitos detalhes.

Há momentos em que se pode pensar estar olhando para alguma arte do game do que para o jogo em si. Em uma determinada fase, em que Master Chief está em uma área montanhosa, as rochas parecem que foram pintadas à mão. Nas construções high-tech dos Forerunners, nova raça do game, em que as partes metálicas de prédios e torres flutuam sem se tocar, o jogador deve parar para deslumbrar o cenário.

Embora alguns possam discordar quanto aos gráficos em termos de qualidade, eles, aliados com um sistema de iluminação muito bem feito, fazem o jogo ficar ainda mais bonito de se ver. Pontos luminosos refletem no visor do capacete de Chief - que, por conta de o jogo colocar o gamer no ponto de vista do herói - como se realmente houvesse um vidro logo à frente dos seus olhos. Tiros e explosões cegam com um clarão forte.

Visual do game é um dos melhores no Xbox 360




Mas para games de tiro, a velocidade em que as imagens são geradas devem ser rápidas. E, mesmo com uma leve queda na taxa de quadros por segundo, "Halo 4" se mantém forte mesmo nos momentos em que a batalha tem muitos personagens ao mesmo tempo na tela e os cenários são grandes.

O visual de Master Chief é o melhor da série, permitindo ao jogador observar detalhes da sua armadura. O destaque também fica por conta do estilo visual dos novos adversários, os Forerunners. Seus membros não são "colados" ao corpo e, sim, flutuam perto do tronco, um efeito que não chega a impressionar, mas dá um ar futurista à raça. Quando eles morrem, se desintegram em centenas de pequenos pedaços a partir do ponto do impacto da bala ou do golpe.


Confrontos de 'Halo 4' ocorrem em cenarios de diversos estilos
Combates na quantidade certa

Mas em se tratando de "Halo", o jogador terá bastante ação e desafio. O jogo alterna fases em cenários abertos e fechados e ainda exige, em poucos momentos, o controle obrigatório de jipes, motos e naves - opcionalmente, é possível controlar estes veículos.

Tal qual "Call of Duty", "Halo 4" tem confrontos frenéticos, que exigem uma movimentação continua do jogador para enfrentar os inimigos. Para evitar mais danos, é necessário pular - Master Chief consegue pular alto - e correr. O jogador deve cuidar da barra do escudo de força, que diminui ao receber impactos, e, depois, com a vida. Com este "escudo", o game fica mais fácil, já que, mesmo com ele terminado no meio do confronto, há tempo para se esconder e esperar ele recarregar.

Entre as armas, o destaque fica para as metralhadoras, bazucas e pistolas dos Forerunneras. Embora elas tenham as mesmas funções das armas usadas por Master Chief e pelos Covenant. A única mudança é a quantidade de munição que cada uma comporta.

O visual destas armas, contudo, é interessante. Ao pegá-las pela primeira vez, elas sem montam na mão do jogador, pedaço por pedaço. Elas ainda ficam com pedaços flutuando, remetendo ao aspecto físico dos Forerunners.

'Halo 4' tem excelente modo de partidas on-line

As missões da campanha não exigem que o jogador troque de armas a todo o tempo, apenas quando é necessário atingir alvos mais distantes - aí, é necessário um rifle com mira - e é possível jogar o game inteiro com apenas dois armamentos. Ainda, a campanha é curta e o confronto final deixa a desejar, mas o enredo consegue surpreende e abre um leque para os próximos games da série.

Partidas on-line

O modo on-line de "Halo 4" é um dos melhores da série, trazendo os modos clássicos de mata-mata com equipes pequenas e grandes. Neste modo, os cenários são enormes e exigem o uso de veículos. A divisão da equipe entre jogadores que usam metralhadoras e os que usam rifles para ataques à distância é essencial para a vitória. No confronto mata-mata normal, os cenários menores e as equipes de até quatro jogadores exigem bons reflexos e conhecer a arena da partida.

Detalhe da nova raça de inimigo no 'halo 4', os Forerunners
Ao lado dos modos tradicionais como capturar a bandeira, proteger uma área e o deathmatch (todos contra todos), um dos melhores é o "Bola Maluca". Neste, duas equipes disputam a posse de uma bola no cenário e quem ficar pelo maior tempo o possível recebe mais pontos. O jogador da equipe de estiver com a bola não consegue correr rapidamente, usar habilidades especiais ou armas. Ele precisa ser protegido pelos companheiros de time.

Diferentemente de "Call of Duty", em que cada arma pode evoluir de nível, em "Halo 4", o jogador ganha pontos apenas para "comprar" novos armamentos e habilidades como escudo de força, jetpack e outros. Entretanto, é possível personalizar conjuntos de armas, granadas e habilidades e selecioná-los rapidamente para os confrontos.

Tudo o que é feito nas partidas on-line pode ser consultado no PC, no tablet, nos smartphones e, claro, no X360 por meio do aplicativo "Waypoint". Lá, todas as estatísticas como quantidade de eliminações, de mortes, de vitórias, derrotas, cenários e etc podem ser verificados. Outro destaque é o modo Spartan Ops, focado no modo cooperativo e que complementa a história do modo Campanha. Com episódios semanais com cinco missões, o jogador fica sabendo o que ocorreu seis meses após o final de "Halo 4". Jogar ao lado de até quatro amigos, tanto pela internet quanto com tela dividida, é interessante e as missões apresentam objetivos que exigem a ajuda de todos. Entretanto, jogar na dificuldade normal não apresenta um bom desafio e é possível concluir as fases em poucos minutos. O ideal é colocar uma dificuldade mais alta e jogar com a equipe completa.

'Halo 4'


Por mais que a mudança de estúdio tenha causado dúvidas entre os fãs de que "Halo" manteria sua qualidade, o resultado final é positivo. "Halo 4" pode não ser melhor do que os antecessores, mas traz uma história que enriquece a franquia e dá abertura para os óbvios novos títulos que a série receberá.

O modo campanha, curto, pode ser um problema para quem foge das partidas on-line, modo que mantém o jogo "vivo" até o próximo lançamento, mas o modo Spartan Ops é a solução para estes gamers, que poderão jogar as fases ao lado de amigos. Resta saber se a 343 e a Microsoft trarão mais episódios semanais.


Capa de 'Halo 4'
"Halo 4"
Plataforma: Xbox 360
Produção: Microsoft
Desenvolvimento: 343 Industries
Jogadores: 1 a 2 (tela dividida); até 12 on-line
Preço sugerido: R$ 150
Classificação indicativa: 14 anos
 
Prós: retorno de Master Chief, bom enredo, gráficos acima da média, armas futuristas dos Forerunners, modo on-line, controle preciso.
 
Contras: campanha curta, falta de opções para upgrades das armas, conrtole de veículos, alguns momentos da dublagem, missões Spartan Ops curtas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário